Logon
Blog

Ortopedia: o que é, quais as doenças relacionadas e quando procurar o profissional da área?

Saiba mais sobre a especialidade médica que atua no diagnóstico e tratamento de lesões que afetam o sistema locomotor.

​​​​​Em algum momento da vida você já consultou um médico ortopedista? Essa especialidade costuma acompanhar os processos de recuperação de lesões no sistema locomotor. No entanto, é muito comum que só nos lembremos dela quando a dor aperta. Mas vamos falar sobre como atua o ortopedista, quando consultá-lo e as principais patologias que essa área da medicina aborda.

O que é ortopedia?

A ortopedia é uma especialidade médica que atua no diagnóstico e tratamento de lesões que afetam o sistema locomotor. Ou seja, todas as disfunções e traumas que acometem os músculos, as articulações, os ossos e os ligamentos são tratados por um ortopedista. Por isso a especialidade tem um campo amplo e complexo de atuação, o que também justifica a confusão que muitas pessoas fazem entre ortopedia, reumatologia e traumatologia, entre outros ramos da medicina.

O Dr. Luiz Fernando Borges Filho, ortopedista do Hospital Brasília Unidade ​Águas Claras, define e esclarece que a ortopedia é a especialidade responsável por tratar as patologias musculoesqueléticas, articulares e dos tendões e cuidar da saúde óssea em geral.

“Além disso, o ortopedista também é traumatologista, quando cuida do trauma ortopédico: fraturas, luxações, lesões agudas de tendões, músculos e nervos e infecções nessas áreas”, complementa o ortopedista.

Quanto à reumatologia, o médico esclarece que é uma especialidade clínica que cuida, principalmente, das doenças autoimunes, as chamadas doenças reumatológicas, como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e artrites inflamatórias não infecciosas.

Nesse caso, o mais importante é compreender que a ortopedia, assim como as outras ​ramificações médicas, trata doenças e condições de maneira diferente. Como esclarecido pelo Dr. Luiz Fernando, o ortopedista até desempenha o papel de cirurgião, desde que tenha formação em cirurgia geral. No dia a dia da ortopedia, suas principais funções são: 

●       diagnosticar e tratar problemas que afetam os tendões, os músculos, as articulações e os ossos;

●       realizar estudos de caso de maneira personalizada;

●       trabalhar em parceria com outras especialidades que completam o tratamento proposto, como a fisioterapia;

●       analisar, de maneira preventiva, as funções motoras;

●       realizar cirurgias de correção.

Além disso, vale ressaltar que não há faixa etária para seus pacientes – o ortopedista assiste desde crianças que se quebram em brincadeiras corriqueiras até idosos que lidam com as limitações da idade. Porém, ainda dentro da ortopedia, há especialistas por região. Portanto, um ortopedista pode se especializar em coluna, joelhos, mãos e por aí vai.

Principais disfunções tratadas pelo ortopedista

A grande questão que fomenta as dúvidas entre os pacientes é justamente as inúmeras possibilidades que cabem ao ortopedista. Afinal, quando se deve procurar esse especialista? Em geral, os tratamentos são destinados a quem sofre com dores crônicas, problemas congênitos como más-formações ou disfunções, complicações ao longo da vida pelo desgaste natural ou transtornos de diferentes aspectos, traumas ou acidentes com sequelas.

De forma bem generalista, aqui vai uma lista das condições mais comuns nos consultórios médicos:

●       fraturas;

●       artrose;

●       tendinite;

●       problemas de crescimento;

●       lombalgia;

●       hérnia de disco;

●       bursite;

●       lesões dos meniscos (no joelho);

●       ruptura de ligamentos;

●       fratura do colo femoral;

●       entorses;

●       joanete;

●       dedo em garra;

●       pé diabético.

Entretanto, essa lista pode se estender ainda mais, pois, como já pontuamos, ortopedistas possuem um trabalho quase que personalizado ao paciente. É preciso estudar caso a caso para verificar o grau de comprometimento da pessoa e atender às suas condições específicas.

Quando procurar um ortopedista?

Quando pensamos na amplitude de atuação desses profissionais, é bem possível que os pacientes cheguem até eles por encaminhamento de outros médicos. Isso porque o trabalho do ortopedista acontece, recorrentemente, em conjunto com o de outros profissionais, como o fisioterapeuta. Geralmente, a parceria entre essas duas áreas é determinante para o sucesso do tratamento. Enquanto o ortopedista analisa, prescreve e intervém, muitas vezes até cirurgicamente, o fisioterapeuta desempenha o trabalho de reabilitação do membro afetado, o que garante qualidade, agilidade e resultados efetivos.

Segundo o Dr. Luiz Fernando Borges Filho, deve-se procurar um ortopedista toda vez que surgirem problemas articulares, osteomusculares, dos tendões ou dos ligamentos. Ele ressalta: “Ao iniciar uma atividade física, é sempre importante se orientar com um ortopedista, principalmente para prevenir lesões quando já se tem algum problema ortopédico.”.

Todavia, não é preciso, necessariamente, consultar o clínico geral ou outra especialidade para chegar até um ortopedista. Alguns sintomas podem ser indicativos da necessidade do especialista. Assim sendo, estas são algumas das manifestações e situações que podem levar você até um ortopedista:

●       encontrar limitações em movimentos antes realizados sem incômodo;

●       sentir dor em articulações, ossos ou músculos, principalmente se forem recorrentes;

●       sentir dor que se agrava com a realização de certos movimentos;

●       perceber deformações de qualquer espécie;

●       ter a flexibilidade reduzida.

Existem doenças e comportamentos que também podem exigir o acompanhamento de um ortopedista. Câncer ósseo, luxações congênitas e deformidades ósseas que necessitam de tratamento médico são algumas variáveis comuns. Além delas, outra área que também tem a ortopedia como uma grande aliada é a esportiva. Durante a carreira, muitos atletas precisam ter um ortopedista à disposição de maneira preventiva, mas também cuidando das costumeiras lesões que podem ocorrer nas atividades esportivas. Sem os ortopedistas, muitos esportistas profissionais e amadores poderiam ter a carreira comprometida e suas condições de saúde agravadas drasticamente. 

Por fim, a ortopedia cumpre um papel essencial na manutenção do corpo ao longo de toda a vida, possibilitando que o envelhecimento das estruturas corporais e suas naturais degradações possam ser encaradas com mais conforto e bem-estar.​

Os ortopedistas integram a lista de especialidades para as quais oferecemos atendimento no Centro Médico do Hospital Brasília Unidade ​Águas Claras. Contamos com uma estrutura altamente tecnológica e protocolos seguros na prevenção à Covid-19. Para agendar seu atendimento, ligue: (61) 3052-4600.


Veja mais