Logon
Blog

Microbiota intestinal: o que é e para que serve?

Entenda como funcionam os micro-organismos presentes no intestino humano

​​​Ao contrário do que podemos imaginar, bactérias, fungos e vírus não são sempre prejudiciais ao corpo. Parece até estranho o que vamos dizer, mas, sim, esses micro-organismos podem viver em harmonia e não representar risco à saúde, pelo contrário, eles são fundamentais para o equilíbrio do intestino humano. Essa diversidade de bactérias que povoam o ambiente do intestino é chamada pelos especialistas de “microbiota intestinal". Ela é composta por inúmeros micro-organismos, entre eles bactérias, fungos e vírus.

Desarranjos na composição dessa microbiota interferem no processo de absorção de nutrientes, por exemplo, e podem causar gases, prisão de ventre, diarreia e desconforto abdominal. Além disso, a Dra. Zuleica Barrio Bortoli, gastroenterologista do Hospital Brasília Unidade Águas Claras, explica que a disbiose (desequilíbrio da microbiota) também tem relação com o desenvolvimento de diabetes, obesidade, depressão, doenças autoimunes e doenças neurodegenerativas, entre outras.

Quais bactérias compõem o microbiota intestinal?

Na verdade, no intestino existem cerca de cem trilhões de micro-organismos vivos, muitos são benignos e importantes para manter um equilíbrio saudável e outros podem ser patogênicos, ou seja, quando em excesso podem provocar doenças. As bactérias mais presentes no intestino são, em sua maioria, pertencentes aos seguintes filos:

  • bacteroidetes;

  • firmicutes;

  • proteobactéria;

  • actinobactéria.

​Exame de microbioma: o que é?

De acordo com a especialista, “o exame de microbioma é feito com uma amostra de fezes e consiste no sequenciamento genético das bactérias que compõem esse material, com a finalidade de analisar por completo a composição bacteriana da microbiota intestinal".

Quando fazer o exame de microbioma?

Como mencionamos acima, a disbiose causa sintomas desconfortáveis, e são essas manifestações que tendem a levar o paciente a buscar um médico. Nesse sentido, por meio de uma amostra de fezes do paciente, é possível realizar uma análise genética complexa, que é capaz de detectar diversidade bacteriana, bactérias benéficas (que nos protegem de inflamações) e bactérias patogênicas (causadoras de inflamações).

“Além de diagnosticar as alterações, esse procedimento também ajuda o especialista a propor intervenções mais assertivas e personalizadas para cada caso. Isso pode incluir alteração na dieta ou no estilo de vida, ingestão de suplementos alimentares e medicamentos", conclui a Dra. Zuleica.

​Núcleo Especializado em Doenças Intestinais Complexas 

O Núcleo Especializado em Doenças Intestinais Complexas (Nedic) é um projeto inovador e pioneiro na região Centro-Oeste que conta com uma equipe médica multidisciplinar alta​​mente especializada, composta por gastroenterologistas, coloproctologistas, nutrólogos e o suporte das áreas de:

  • radiologia;

  • endoscopia;

  • psiquiatria;

  • nutrição;

  • enfermagem;

  • fisioterapia.  

O núcleo oferece um tratamento direcionado ao paciente que necessita de internação hospitalar por doenças intestinais graves, crônicas e complexas como:

  • doença de Crohn;

  • retocolite ulcerativa;

  • síndrome do intestino curto;

  • diverticulite complicada;

  • obstruções intestinais;

  • síndromes disabsortivas,

  • colites;

  • enterites de várias etiologias, entre outras patologias do trato gastrointestinal.  

A equipe está disponível para receber pacientes encaminhados por profissionais externos que não trabalham com internação hospitalar, com a garantia de que ele será reencaminhado a seu médico assistente para acompanhamento ambulatorial por ocasião da alta hospitalar, juntamente com um relatório detalhado sobre sua condição de saúde, tratamento e exames realizados durante o período de internação.

Nosso objetivo é exercer uma medicina de excelência, humanizada, baseada na ética e no conhecimento científico, e ajudar o paciente a conquistar melhor qualidade de vida. Para mais informações, entre em contato com a Central de Atendimento pelo número (61) 3704-9000.​


Veja mais