Logon
Blog

Hemodinâmica: o que é e como age

Área da medicina que permite acessar vasos sanguíneos para realizar exames e procedimentos é importante aliada no tratamento de doenças coronarianas.

​​A medicina está em constante avanço, para desenvolver ferramentas, técnicas e conhecimento que levem cura e bem-estar aos pacientes. Esse é o propósito da hemodinâmica, uma área que se propõe à realização de condutas minimamente invasivas, ou seja, aquelas que são diagnosticadas ou tratadas de forma menos agressiva e que antes eram abordadas apenas por meio de cirurgias convencionais.

Nesta matéria, o Dr. Leandro Richa Valim, cardiologista do Hospital Brasília Unidade ​Águas Claras, fala mais sobre o assunto. Entenda melhor os benefícios desse recurso de diagnóstico e tratamento.

O que é hemodinâmica?

Hemodinâmica é uma área que se propõe à realização de procedimentos minimamente invasivos, que são aqueles por meio dos quais se diagnosticam ou se tratam, de forma menos agressiva, doenças antes abordadas apenas por meio de cirurgias convencionais. Fazem parte desse contexto a cardiologia intervencionista, a neurointervenção, a cirurgia endovascular e a radiologia intervencionista.

Seu uso pode substituir cirurgias, reduzir tempo de internação e evitar complicações. Sua tecnologia está apta a atender quadros de alta complexidade, mesmo em situações de emergência, com grande a​gilidade e eficácia, propiciando maior segurança e conforto aos pacientes. 

Ela é feita com a ajuda de um aparelho altamente especializado, que expande a capacidade de visualização cirúrgica, essencial para a realização de procedimentos minimamente invasivos.

O que os exames de hemodinâmica avaliam?

As áreas que fazem parte de um serviço de hemodinâmica são a cardiologia intervencionista, a eletrofisiologia, a neurointervenção, a cirurgia endovascular e a radiologia intervencionista. Cada uma delas tem uma série de aplicações, tanto diagnósticas como terapêuticas.

É na hemodinâmica que, por exemplo, se realizam cateterismos cardíacos, que podem identificar com precisão a existência – bem como a localização e a gravidade – de obstruções nas artérias do coração, propiciando, assim, a intervenção da condição, por meio da angioplastia com implante de stents, tanto para prevenir como para cuidar de quadros de infarto agudo do miocárdio (infarto do coração). De forma semelhante, as arteriografias podem analisar e viabilizar o tratamento de obstruções ou aneurismas nas artérias do cérebro, nas carótidas e na aorta, entre outras regiões, evitando, dessa forma, casos como AVC (os “derrames”).

Além disso, podem ser realizados implantes de válvulas cardíacas, bem como o tratamento de outras patologias cardíacas graves, de forma minimamente invasiva, sem a necessidade de cirurgias abertas.

É por meio da hemodinâmica também que se realizam o diagnóstico e tratamento de arritmias complexas, ablação por eletrofisiologia e implante de marca-passos.

A hemodinâmica também oferece a possibilidade de embolização e tratamento de tumores de forma percutânea, ou seja, sem a necessidade de cirurgias abertas maiores.

Ainda estão dentro das possibilidades de aplicação da hemodinâmica a abordagem terapêutica de dores crônicas na coluna e o tratamento não cirúrgico do aumento benigno da próstata, entre inúmeros outros benefícios.

Como é o pós-exame de hemodinâmica no hospital?

Por ser um procedimento minimamente invasivo, a recuperação do paciente é mais rápida. É recomendado repouso e, em situações mais específicas, internação, porém, a depender da condição do paciente e do procedimento realizado, pode ser possível, inclusive, alta para casa no mesmo dia.

O Serviço de Hemodinâmica do Hospital Brasília Unidade Águas Claras, além de ter o equipamento de hemodinâmica mais moderno e seguro do Distrito Federal e da região, ainda está instalado em um hospital com tecnologia de ponta em todos os seus setores. Ele conta também com uma equipe médica altamente qualificada, capaz de oferecer o que se tem de melhor disponível no mundo hoje em termos de diagnóstico e tratamento, mantendo o foco na qualidade e segurança do paciente.​

Por fim, é essencial ressaltar que, embora o exame seja uma ferramenta de alta performance, com resultados satisfatórios, a prevenção das doenças cardiovasculares é sempre a melhor forma de encarar o problema. Para isso, invista em uma rotina saudável, alimentação equilibrada e prática regular de exercícios. 


Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .