Logon
Blog

Como as mulheres podem se prevenir contra doenças cardíacas?

Hábitos saudáveis e controle adequado de doenças crônicas podem ajudar a proteger a saúde do coração

​Quando se fala em riscos à saúde da mulher, é comum acharmos que os principais quadros com risco de morte são câncer de mama e câncer ginecológico. No entanto, são as complicações cardiovasculares as principais causas de mortalidade em mulheres no Brasil e no mundo. “Essa estatística está ligada principalmente ao Infarto Agudo do Miocárdio (IAM). Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil o IAM mata pelo menos três vezes mais mulheres que o câncer de mama. Cada vez mais a ocorrência de problemas cardíacos, como o IAM, não é exclusividade das mulheres mais velhas, observando-se um aumento expressivo entre as mais jovens", explica o Dr. Leandro Richa Valim, cardiologista do Hospital Brasília Unidade Águas Claras.   

O médico esclarece ainda que a doença cardiovascular tem relação direta não apenas com a idade, mas também com uma série de fatores de risco, como a hipertensão, diabetes, dislipidemia (“colesterol alto"), tabagismo, sedentarismo, estresse e obesidade, por exemplo. Esses hábitos têm se tornado cada vez mais frequentes na sociedade atual, inclusive nas mulheres, contribuindo para a ocorrência de eventos em pessoas cada vez mais jovens. 

“Outro fator importante é que as doenças cardiovasculares, como o IAM, ao acometer os homens, costumam apresentar sintomas mais típicos, como dor no peito, irradiada para o braço esquerdo, por exemplo. Já nas mulheres, é mais comum a apresentação atípica, pouco específica de infarto, como tontura, cansaço e náuseas, por exemplo, o que pode causar atrasos no diagnóstico e tratamento, contribuindo para a ocorrência de complicações, incluindo maior mortalidade", destaca. 

Nessa edição, o Dr. Leandro Richa Valim, indica hábitos que podem ajudar a proteger o coração contra doenças cardíacas e melhorar a qualidade de vida. Confira! 

Pratique atividades físicas 

Fazer exercícios físicos regularmente reduz o risco de infarto, hipertensão e Acidente Vascular Cerebral (AVC), controla a pressão arterial e as taxas de colesterol, melhora a imunidade e beneficia a saúde mental. Por isso, não perca mais tempo, escolha uma atividade que mais lhe agrade e pratique por pelo menos 5 vezes na semana, 30 minutos por dia. 

Cuide bem da alimentação 

Escolha uma dieta rica em frutas, legumes, verduras e proteínas magras. E evite consumir muito sódio, gordura saturada e açúcares. Além disso, beba dois litros de água por dia. 

Controle a Pressão arterial 

Isso porque a hipertensão é um dos principais fatores de risco para infarto, aneurisma arterial, insuficiência renal e cardíaca e acidente vascular cerebral.  

Atenção ao colesterol 

Para manter os níveis de colesterol bom (HDL) e evitar o colesterol ruim (LDL), evite o excesso de gorduras trans e saturadas, carboidratos e álcool. Além disso, mantenha seus exames médicos em dia. 

Mantenha a diabetes controlada 

Devido ao fato de a diabetes fazer com que a insulina não seja suficiente para fazer com que o açúcar se transforme em energia, isso faz com que sobre glicose e ela se “transforme" em gordura, aumentando os índices de colesterol e os riscos de complicações cardíacas. Por isso, manter exames em dia e o açúcar controlado é imprescindível. 

Não fume 

Fumar aumenta em 30% o risco de ataque cardíaco. 

Controle o peso corporal 

A obesidade aumenta as chances de desenvolver fatores de risco que podem provocar riscos ao coração, como hipertensão e diabetes, por exemplo. 

Fuja do estresse

Embora o estresse faça parte da vida, um estilo de vida estressante aumenta e muito o risco de infarto, quando associado a outros fatores de risco. Isso acontece porque viver dessa forma faz com que aumente a pressão arterial e também a atividade do sistema nervoso, por exemplo. Por isso, não abra mão de dormir bem, ter um hobby, momentos de relaxamento e diversão. 

Mantenha consultas ao cardiologista 

A consulta com o cardiologista pode começar aos 15 anos de idade e, em pessoas que não tenham complicações cardíacas, pode ser feita a cada 5 anos até os 30 anos de idade, depois disso, deve ser feita uma visita ao especialista uma vez ao ano. 

Vale lembrar ainda que mulheres que desejam engravidar também devem fazer uma avaliação prévia com um cardiologista para investigar a saúde do coração. A medicina tem avançado a cada dia, permitindo que, mesmo com alguma complicação cardíaca, a mulher consiga realizar o sonho de ser mãe com tranquilidade, desde que se faça um acompanhamento pré-natal adequado.   

Agora sabendo de todas essas dicas, ficou ainda mais fácil saber como proteger a saúde do coração. Mantenha os cuidados e as consultas ao cardiologista sempre em dia.

Uma das especialidades de atendimento do nosso Centro Médico Águas Claras é a cardiologia. A unidade conta com tecnologia avançada para a realização de exames e equipe altamente qualificada. Priorize esse cuidado!

Para agendamento e informações ligue: 

​​(61) 3052-4600​



Veja mais