Logon
Blog

Quem pode doar sangue? Saiba quais são os requisitos necessários

Doar sangue é um gesto de amor ao próximo que pode ajudar a salvar vidas.

O mês de junho é marcado pela campanha Junho Vermelho. A iniciativa celebra o gesto daqueles que, literalmente, “dão o sangue" para ajudar a quem precisa. Nos últimos anos, em função da pandemia de Covid-19, os estoques dos bancos de sangue têm enfrentado uma preocupante baixa, o que torna ainda mais necessário falarmos sobre o tema e esclarecermos as principais dúvidas sobre a doação de sangue. Afinal, em uma única coleta, o doador de sangue pode salvar até quatro vidas.

Infelizmente, ainda são poucos os cidadãos que se voluntariam. Segundo o Ministério da Saúde, a quantidade de bolsas coletadas por ano – cerca de 3,6 milhões – corresponde a apenas 1,8% da população brasileira. Saiba quais são os requisitos para doar sangue.

Quais os requisitos para doar sangue?

Doar é um ato de amor, não dói e é rápido. Se você deseja fazer parte dessa corrente do bem, se atente aos pré-requisitos:

  • Possuir documento oficial com foto;

  • Ter entre 16 e 69 anos;

  • Pesar mais de 50 quilos;

  • Dormir por, pelo menos, seis horas na noite anterior;

  • Não consumir bebida alcoólica por 12 horas;

  • Não fumar nas duas horas anteriores à coleta;

  • Não apresentar nenhum sintoma gripal;

  • Não estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos três horas antes.

“No caso dos pacientes com idade entre 16 e 17 anos, os pais ou responsáveis devem autorizar a doação. Pessoas com mais de 60 e abaixo de 69 só podem se voluntariar se já tiverem doado alguma vez até os 59 anos de idade.", explica o Dr. Diogo Kloppel, hematologista do Hospital Brasília.

Ainda de acordo com o especialista, o intervalo entre doações difere entre homens e mulheres: para eles, 60 dias e até quatro doações no ano; para elas, até três doações anuais com pausa de 90 dias entre cada uma.

​Quem não pode doar sangue?

Em contrapartida, quem não pode doar sangue são aqueles que:

  • Tiveram diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade;

  • São usuários de entorpecentes;

  • Vivem com alguma infecção sexualmente transmissível (IST), como hepatite B e HIV, por exemplo;

  • Receberam transfusão de sangue há menos de um ano;

  • Possuem tatuagem com menos de um ano.

Vale destacar que todas essas medidas visam a saúde e o bem-estar tanto do doador, quanto do receptor.

Como funciona a doação de sangue no Brasil?

O sangue é uma substância essencial para o funcionamento do corpo humano e, infelizmente, não pode ser produzido artificialmente. Nesse sentido, a doação de sangue surge para suprir as necessidades de pessoas que passam por cirurgias no geral, transplantes e pacientes com câncer, por exemplo. Saiba como funciona a doação de sangue no Brasil.

  • Preparação: priorize alimentos leves e hidrate-se. Não vá em jejum;

  • Cadastro: o processo é bem simples, basta apresentar seu documento com foto;

  • Triagem: uma entrevista avalia as condições de saúde do doador e os riscos para a pessoa que vai receber;

  • Coleta: além de durar cerca de apenas 15 minutos, o material é 100% esterilizado;

  • Depois: faça um pequeno lanche, se hidrate e aguarde pelo menos 12 horas para retomar a rotina por completo.

​Principais perguntas sobre doação de sangue

O hematologista responde as principais dúvidas sobre doação de sangue:

​Quem tem herpes pode doar sangue?

Voluntários com quadro de herpes labial ou genital só podem doar após o desaparecimento total dos sintomas. Enquanto isso, aqueles que enfrentaram a herpes zoster devem aguardar seis meses após a cura desta alteração.

​Quem amamenta pode doar sangue?

Mulheres grávidas e em período de amamentação não podem doar,​ pois estão sob maior risco de desenvolver anemias após a doação.

​Quem tem tatuagem pode doar sangue?

Sim, desde que a tatuagem tenha sido feita há mais de um ano.

Hospital Brasília: tradição aliada à tecnologia

O Hospital Brasília é referência em procedimentos de alta complexidade e tem a tecnologia como uma de suas maiores aliadas. Contamos com uma equipe altamente capacitada, multidisciplinar e apta ao atendimento de diversas especialidades cirúrgicas e clínicas, ou seja, uma linha de cuidado completa que viabiliza investigação, rastreio e tratamento do câncer.

Além disso, dispomos também de um parque tecnológico com aparelhos de radiologia, mamografia, ecografia, ressonância de última geração, oferecendo suporte na investigação diagnóstica e no tratamento cirúrgico do câncer, utilizando a cirurgia robótica. Estamos prontos para oferecer todo o suporte necessário – inclusive psicológico – para que nossos pacientes tenham o melhor tratamento. Para saber mais sobre nossos serviços, ligue para (61) 3052-4600.

Você se enquadra nos pré-requisitos para doar sangue? Se sim, seja doador! 

O Hemocentro São Lucas, parceiro do Hospital Brasília, é um dos locais onde é possível fazer sua doação. Para mais informações, ligue para (61) 3248-7272.

 

Veja mais