Logon
Blog

Diabetes prevenir e controlar

No dia 14 de novembro é celebrado o Dia Mundial do Diabetes. A data visa promover o debate sobre a doença.

No dia 14 de novembro é celebrado o Dia Mundial do Diabetes. A data – que foi criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) há quase 30 anos – visa promover o debate sobre a doença, para que o aumento alarmante dos casos de diabetes seja estagnado.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, no Brasil, estima-se que existem 13 milhões de pessoas com a doença e o país ocupa a 4ª posição no ranking mundial.

Prevenção e controle

O Dr. Luís Augusto de Bianchi, endocrinologista do Hospital Brasília, ressalta que a melhor forma de combater o diabetes é pela prevenção. “Existem alguns fatores de risco associados à doença. Excesso de peso ou obesidade, alimentação rica em açúcar e gordura, sedentarismo, histórico familiar, idade, abuso de álcool e estresse estão entre os principais causadores do diabetes. Portanto, para se prevenir, é essencial adotar um estilo de vida saudável, que inclui dietas balanceadas e exercícios físicos regulares. São hábitos simples, mas que fazem diferença”, explica o médico.

“No entanto, esses cuidados com a saúde não se limitam à prevenção. Mesmo após o diagnóstico do diabetes, é preciso repensar o estilo de vida do paciente. Para controlar a doença, além das atividades mencionadas anteriormente, também é necessário estar em dia com a medicação, quando prescrita por um médico, e monitorar periodicamente os níveis glicêmicos do sangue”, acrescenta Bianchi.

Sinal de alerta

O pré-diabetes é um estágio que chama a atenção do paciente para os cuidados com a saúde. Essa condição significa que há níveis glicêmicos no sangue que ainda não podem ser considerados diabetes, mas estão acima de um padrão saudável. Portanto, trata-se de um sinal de alerta que pode, a médio ou longo prazo, acarretar o aparecimento do diabetes tipo 2 (quando o organismo produz insulina, mas ela não exerce a função adequada). O sedentarismo, a obesidade ou o excesso de peso e o tabagismo estão entre os principais fatores de risco associados.



Veja mais

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Conheça o nosso Portal de Privacidade .