Logon
Blog

Cirurgia robótica: o que é e suas principais vantagens

Avanço tecnológico permite tratamentos menos invasivos e com altíssimo nível de precisão

Quando pensamos em futuro, automaticamente nos vêm à cabeça imagens de objetos supertecnológicos. Ainda que não tenhamos carros voadores como a franquia De Volta para o Futuro projetou, é possível dizer que, sim, o futuro já chegou. Nos dias atuais, contamos com diversas possibilidades de comunicação a distância e é possível acessar redes sociais até por um eletrodoméstico. Com tantas possibilidades proporcionadas pela tecnologia, é claro que a medicina também se beneficia. Além do desenvolvimento de medicamentos mais seguros, as cirurgias ficaram muito mais simples e tranquilas, por meio do aperfeiçoamento de instrumentos e da criação de novos procedimentos. É o caso da cirurgia robótica, uma técnica que utiliza recursos inovadores para garantir uma atuação precisa e eficaz do cirurgião. A seguir, saiba mais sobre como funciona o recurso e os benefícios que ele traz para a saúde.

O que é cirurgia robótica e para que serve?

A robótica representa um enorme avanço, sobretudo para cirurgias de alta complexidade, pois permite ultrapassar as limitações comuns à cirurgia aberta e laparoscópica. Nesse sentido, o grande diferencial da cirurgia robótica é a mediação da tecnologia para a execução completa do procedimento. Isso quer dizer que os métodos tradicionais são realizados por meio da intervenção direta do médico, seja manualmente, seja instrumentalmente.

Na cirurgia robótica, a equipe médica controla braços robóticos que, segundo o Dr. Fransber  Rodrigues, urologista do Hospital Brasília, proporciona redução do tempo cirúrgico, melhor ergonomia para o cirurgião e a possibilidade de realizar tarefas complexas de forma mais precisa, rápida e segura.

A cirurgia robótica é utilizada para tratar diversas doenças de diferentes áreas da medicina, como procedimentos de urologia, ginecologia e cirurgia bariátrica. Um exemplo é a prostatectomia, que é a retirada da próstata, em partes ou por completo, também chamada popularmente de “cirurgia de próstata”. Suas aplicações estão inseridas no tratamento de vários tipos de câncer, como câncer de bocacânceres de cabeça e pescoço​ e câncer de próstata.

Como é realizada a cirurgia robótica?

Como já pontuado aqui, não há uma única tecnologia à disposição da cirurgia robótica. No Hospital Brasília, por exemplo, contamos com o robô Da Vinci, um sistema utilizado por cirurgiões no mundo todo para a realização de procedimentos por via laparoscópica (abdome) ou toracoscópica (no tórax). São intervenções feitas por meio de pequenas incisões abdominais ou torácicas, por onde se introduzem os “braços” robóticos com instrumentos cirúrgicos acompanhados de uma câmera. Eles são comandados a distância, num console, onde o cirurgião tem a visão do campo operatório e pode controlar todas as ações dos instrumentos.

No tratamento robótico da próstata, por exemplo, é possível removê-la por completo, por meio de apenas seis pequenos orifícios no abdome, pelos quais passarão a câmera e as pinças robóticas. Depois da retirada da glândula, é feita a junção da bexiga à uretra. O procedimento dura cerca de duas horas e o paciente permanece com uma sonda uretral durante aproximadamente sete dias.

Quais as vantagens da cirurgia robótica?

Atualmente, há um número muito grande de procedimentos que podem ser realizados com o auxílio do sistema robótico.

“Várias especialidades podem fazer uso do sistema, como urologia (retirada da próstata, tratamento do câncer renal e de bexiga); proctologia (tratamento do câncer de cólon e reto); cirurgia geral e digestiva (hérnias, retirada da vesícula, tratamento de tumores no estômago, pâncreas e fígado, cirurgia bariátrica); cirurgia torácica e cardíaca; ginecologia; pediatria e até cirurgia de cabeça e pescoço. As aplicações do sistema têm se ampliado muito com o aumento da experiência da comunidade médica com a tecnologia”, elenca o Dr. Fransber Rodrigues.

Ainda sobre as vantagens oferecidas pela utilização de robôs nas intervenções cirúrgicas, o urologista complementa: “Os benefícios para os pacientes variam, a depender do procedimento realizado. Mas, de forma geral, podemos citar menos dor pós-operatória; menor risco de necessitar de transfusão de sangue; redução do tempo de internação; retorno mais rápido às atividades cotidianas e ao trabalho; muito menos riscos relacionados com grandes incisões abdominais e torácicas (hérnias, infecções); fator estético muito melhorado, entre outras vantagens.”.

Percebeu como é possível passar por uma cirurgia de forma rápida, segura e ainda ter cicatrizes menores? O Hospital Brasília busca sempre se atualizar e acompanhar as inovações que beneficiam o nosso atendimento e a sua saúde. 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre os procedimentos ou quer esclarecimentos a respeito de algum desconforto, entre em contato conosco. A nossa equipe está à disposição pelo número (61) 3704-9000.


Veja mais